Publicação em destaque

INTERPRETAÇÃO SIMPLIFICADA DO PROCESSO EXECUTIVO simplex

Esta é a leitura do cidadão comum  acerca do fenómeno processual que transformou o valor do seu trabalho num prejuízo indefinido:   ‒ O ...

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

BPN, 10 anos depois: ainda custa dinheiro ao Estado e ninguém foi preso

Os casos BPN e BES mostraram "a todos os portugueses" até onde pode ir a promiscuidade entre políticos e banqueiros.



BPN, 10 anos depois: ainda custa dinheiro ao Estado e ninguém foi preso: A falência do banco liderado por Oliveira Costa custou aos contribuintes 3,7 mil milhões de euros só até ao final 2016. É o equivalente a 1,9% do PIB, a preços atuais.

Sem comentários:

Publicar um comentário